Comemoração do dia Mundial da Alimentação
 (EB1/JI de Passagem)

Partindo do princípio que somos muito daquilo que comemos, os alunos do JI/EB1 da Passagem, neste dia viram filmes, ouviram uma história, produziram trabalhos e participaram num debate sobre esta temática.  

pss 001

Breve história de Moreira de Geraz do Lima

eb1 passagem1

 

"Moreira de Geraz do Lima, terra antiga e singular no concelho de Viana do Castelo, tem bem visíveis, nos seus espaços e tradições as marcas da sua história. como tantas outras, no seu pretérito, foi abadia da apresentação da mitra e viveu períodos de anexação, formando um todo com S.tª Maria e Deão, de que hoje, subsistem alguns traços comuns, particularmente, visíveis nos famosos trajes à Vianesa. 

(...) O Lugar da Passagem apresenta-se como o espaço mais carismático de Moreira de Geraz do Lima. É importante conhecer o seu papel histórico e económico, no seio da freguesia. Pensa-se que esta terá sido uma antiga vila romana ou medieval, pois aqui foram encontrados diversos vestígios da época, tais como muralhas e cerâmica.

As próprias freguesias que rodeiam Moreira, possuem testemunhos de uma ocupação humana, que remonta aos tempos da  pré-história. Sendo assim possível, afirmar-se que o Lugar da Passagem, tal como o nome indica, terá servido aos romanos, aquando da travessia do actual rio Lima.
O Lugar da Passagem foi palco de uma ilustre visita  real a 10 de Maio de 1852, quando a rainha D. Maria II, acompanhada dos seus filhos efectuava uma visita oficial a Viana do Castelo, vila que, havia elevado à categoria de cidade, alguns anos antes.
O Lugar da Passagem era também um local onde os peregrinos de Santiago de Compostela, paravam, esperando, aí, encontrar um barqueiro para proceder à atravessia para a margem direita do rio, onde encontravam a freguesia de Lanheses.
As próprias casas deste lugar, apresentavam traços arquitectónicos curiosos, na medida em que possuíam todas, varandas altas, existindo por baixo das mesmas um extenso abrigo aberto que acolhiam, certamente, muitos forasteiros que rumavam a Santiago de Compostela e não só.
Também a nível económico, o Lugar da Passagem assumiu um papel preponderante, pois sendo aqui, um cais de embarque para se atravessar o rio, era um local que nos dias de feira se enchia com pessoas que viajavam até Ponte de Lima, Viana do Castelo ou Lanheses.
Enquanto esperavam o barco, aproveitavam para, aí, mesmo, proceder a algumas trocas comerciais, ganhando algum especial relevo para produtos como o vinho, milho e alguns animais, entre outros."


eb1 passagem2 

Retirado do programa "A nossa Terra" da Rádio Alto Minho - Trabalho elaborado por Ana Paula Rodrigues Rocha